Once upon a time – Tudo novo!

Semana passada Once voltou às telas e estavámos preocupados com o que esperar porque praticamente o elenco inteiro tinha saído. Confesso que já estou meio saturada de once faz tempo, contudo, eu nunca largo as séries. ahahah


Nesta sétima temporada, Henri está adulto, como já era esperado devido ao season finale passado. Parece que ele ficou anos se metendo ajudando as pessoas a encontrarem seus finais felizes. Belo dia topou com a Cinderela e , por razões, eles se apaixonaram e tiveram uma filha. SÓ QUE rolou uma maldição – MAIS UMA F*CKING VEZ – e ele não se lembra de nada disso e só a filha dele acreditar nessa história e quer fazer com que tudo volte ao normal.

No final, está bem parecido com o começo da  série lá em 2011. Não sei se vai vingar, mas por enquanto eu estou gostando bastante. Cabe comentar que eles exlicaram o porquê dos outros personagens sumirem, achei justo. Do elenco original ficaram Regina, Hook e Rumple.

E você? Tá assistindo? Gostou? Largou?

The Good Place

Brasil, sociedade!
Saiu uma série nova da NBC que agora está disponível na Netflix, com a linda Kristen Bell minha eterna Veronica Mars. A série mostra como é o Paraíso e quais são as características básicas para entrar lá. O lugar é possibilidade apenas para seletas pessoas com pontuação de bondade altíssima. A questão é que Eleanor – Kristen – não foi uma pessoa boa na Terra, na realidade ela foi uma pessoa horrível e por alguma razão que ninguém sabe foi parar no paraíso.

Daí, o objetivo dela é continuar por lá sem que ninguém perceba o erro. Ela conta a ajuda de sua “alma gêmea”, Chidi, que foi professor de ética em vida. Chidi é um cara super indeciso e com muitas questões morais. Um chato de galochas. Eleanor tem como vizinhos Tahani e Jiany. A primeira uma socialite que arrecadou bilhões para ONG’s e o segundo um monge budista que viveu em silêncio por toda a sua vida. Como Eleanor não é uma pessoa boa, coisas estranhas começam a acontecer, o causa horror ao Arquiteto daquela vizinhança do Paraíso, Michael.

A série é muito legal e dá para assistir tudo em um dia só, como eu fiz. A primeira temporada está disponível na Netflix, e toda semana sai um episódio novo! Quero assistir tudo pra ontem, detesto ter que esperar. :'(

Beijos!

Suits – Hiatus

Eu amo Suits, né? Foi uma das séries que eu conheci por acaso e que me apaixonei de imediato. Juro que não tem nada a ver com o MARAVILHOSO Gabriel Macht <3. A história é muito cativante e bem construída. Eu que gosto de Direito há mil anos e sou fã de carteirinha de histórias nesse cenário precisava acompanhar essa loucura toda.

Seis temporadas depois aqui estou eu, mais uma vez escrevendo sobre esses personagens que eu adoro. Apesar de me irritar com eles sempre, porque eu costumo achar que eles tinham que ter agido de forma diferente. Depois de um monte de fraude, de Mike ser preso, ser solto. Ainda estava na expectativa de Donna e Harvey ficarem juntos mas isso começou a parecer casa vez mais impossível porque Harvey se apaixonou por sua psicóloga. 🙁 Nada contra ela, que é uma fofa! Mas eu quero ele e Donna juntos.

Esta é a última temporada de Suits e parou para o Hiatus me deixando de boca aberta e doida para saber como vai ser o final. Será que o nosso casal preferido vai ficar junto? Será que finalmente teremos o casamento de Mike? E, por Deus, será que eles vão ter um pouquinho de paz? Não é possível que os advogados tudo do mundo vivam nesse inferno astral todo. Para com isso, né?

Beijo!

 

The Circle – o filme

Oi, pessoas, tudo bão?

Então, eu assisto muitos filmes! Mas dificilmente falo sobre eles por motivos dê: preguiça! Na verdade, eu acabo só comentando os que eu acho mais interessantes mesmo. Eu fiquei muito querendo assistir esse filme e não tem nada a ver com a Emma Watson. Eu adoro ela, claro, mas me interessei mais pela sinopse do filme. Segue o trailer para você entender melhor.

Pelo o que eu entendi do objetivo do filme, eles juntaram a política empresarial do Google com uma rede social tipo o Facebook. Ou alguma coisa parecida com isso, rs. O filme é bem legal e mostra a dominancia dessas empresas nas nossas vidas. O quanto a relação bacana com a social media é importante e passa a ser relevante em vários aspectos das nossas vidas. Também mostra de  maneira preocupante, para mim pelo menos, como estamos expostos e o quanto qualquer um pode saber de nossas vidas e que temos privacidade mínima. Apesar de ser utilizadora master das redes sociais – eu quase não posto mas estou sempre lá, julgando, rs! – eu realmente sei como elas são prejudiciais. É muito bacana termos contato com tanta gente e saber o que eles andam fazendo e como estão, mas muitas vezes isso acaba trazendo outros problemas.

O filme apresenta tecnologias que ainda não temos, pelo menos não tenho conhecimento, mas que não estão tão distantes assim da nossa realidade. Outro ponto abordado é que a mesma tecnologia que aproxima distancia e que qualquer fanatismo é problemático. Até aí, o filme que conta com Tom Hanks (não, ele não sofreu nenhum acidente e btw você já está sabendo da aventura nova de Robert Langdon?) estava indo por um caminho ótimo e eu estava esperando a reviravolta com todas as forças. Daí, ela pseudo veio e o filme acabou. Não entendi nada! Não vou contar o final por motivos, mas não foi nada do que eu estava esperando e não foi uma surpresa boa, não mesmo!

Assistiu? Vem me contar o que você achou.

Caos é uma escada: Season Finale de Game of Thrones

É, mais uma temporada de Game of Thrones acabou e eu estou com essa sensação de que tem alguma coisa faltando na minha vida. Mês que vem começam a voltar as temporadas das minhas outras tantas séries assistidas mas eu vou morrer de saudades da série de fantasia do final de domingo.

Essa temporada foi uma loucura total. Não apenas dentro da realidade da série mas também na nossa realidade. Episódios vazados, duras críticas ao roteiro e tempos passados nos episódios. Concordo que alguns diálogos pareceram bobos, mas a realidade é que eles sempre existiram na série, mas como ela caminhava lentamente isso passou despercebido. Aconteceu coisa demais na sétima temporada e é preciso que você entenda que isso foi necessário. Cada episódio de GOT custa milhões de doláres aos cofres da HBO e manter essa série no ar por milénios pode não ser o melhor dos objetivos. O que importa é que a temporada foi FODA e eu fiquei bem feliz de as coisas terem andado mais rapidinho, eu gostei do dinamismo.

#SPOILERALERT

Se você ainda não viu a sétima temporada aqui é o momento de parar.

Começamos a temporada com Cersei, Daenerys e Jon como reis e na disputa de quem ficaria com os Sete Reinos. Claro que o Jon sempre esteve mais preocupado em vencer a batalha contra os mortos e vimos que durante a temporada ele arriscou sua cabeça indo até Daenerys e pedindo sua ajuda. Dany insistiu que ele se ajoelhasse e reconhecesse ela como Rainha, mas acho que no fundo ela estava querendo dar uns pegas no rapaz que não sabe de nada.

Descobrimos que Jon é Aegon Targaryan e apesar de sabermos há algum tempo que Dany é tia de Jon não tivemos muitos problemas em shipar esse incesto. Jaime e Cersei que nos perdoem mas amamos #Jonerys. E, afinal, é costume na família Targaryan casar os parentes. Contudo, a descoberta sobre Jon traz caos aos Sete Reinos, porque AMIGOS, o Jon é o verdadeiro herdeiro do trono. Ele como filho do primogênito do Rei Louco vem antes na linha de sucessão do que Dany, aquela loucura machista que a gente já conhece das Monarquias.

Aconteceu coisa horrores gente. Mas o mais importante, do que o Bran – ESTRANHÍSSIMO – ter virado o corvo de 3 olhos, do que Cersei estar grávida, do que Sansa ter mandado matar Mindinho, do que Arya estar de volta em Winterfell, do que Olenna ter esfregado na cara de Cersei que foi ela quem matou Joffrey, do que Theon ter ganhado bolas e enfrentado alguém, do que Sam ter encontrado a cura para Jorah, do que Jaime ter dado as costas a Cersei, foi que o Rei da Noite MATOU UM DRAGÃO e está usando ele para o mal, no formato vivo morto. Isso mesmo. Agora o exército dos mortos que já conta com gigantes e centanas de milhares de selvagens, tem um dragão. Bacana, né? Acontece que Viserion abriu um buraco na Muralha e os Sete Reinos estão f*didos.

A próxima temporada chega no ano que vem e eu mal posso esperar.

OBS: George, cadê aquele sexto livro das Crônicas de Gelo e Fogo, tá lembrado? Então…

Feed, o filme

Essa semana finalmente eu vi Feed, o filme escrito e dirigido pela linda Troian Belisario (Olívia) . Eu conheci o trabalho da Troian como atriz na série Pretty Little Liars. Mas fico sempre chocada quando vejo coisas que ela dirige, meu Deus que talento!

Alguns meses atrás fiquei sabendo sobre o filme Feed e me interessei apenas por ser um trabalho da atriz. Divide a cena de forma maestrosa com ela o ator, Tom Felton (Mattew) – o Draco mesmo, rs. No filme eles são irmãos gêmeos e após um acidente de carro, Matt morre.  A partir daí Olívia começa a ter visões do irmão e vivência um disturbio alimentar sério.

Cabe comentar que Troian sofreu de anorexia durante sua vida e por isso teve a ideia do filme. A história é muito bem escrita e filmada. Eu fiquei apaixonada e recomendo muito que vocês assistam se tiverem a oportunidade. O filme tinha data para sair no Brasil mas não sei se saiu em algum cinema nas cidades por aí. De qualquer forma, você pode assistir pelo itunes!