Suits

Mais uma que tem uma justificativa na história de vida. 
Estava na casa da Lahis, e ela assistia a Suits no Netflix. Falou que eu provavelmente ia curtir. Acabei assistindo um episódio aleatório que ela estava vendo no dia. E depois, em casa resolvi assistir a tudo. Não deu outra. Me apaixonei. 
A série é sobre um cara que possui memória fotográfica. As ser expulso da faculdade de direito, ele passa a fazer provas para conseguir registro de advogado – algo semelhante a prova da OAB aqui no Brasil – para terceiros em troca de dinheiro, obviamente. 
Por acaso, acaba terminando numa entrevista para associado de Harvey Specter (o maravilhoso Gabriel Macht) na Firma Pearson & Hardman. Apesar de não possuir registro, Mike Ross (Patrick J. Adams) é brilhante e devido sua memória fotográfica sabe o código penal de cor. TODO ELE. E Mesmo sendo super arriscado, Harvey acaba o contratando. 
O texto é inteligentíssimo e conta com grande quantidade de sarcasmo e termos jurídicos. Eu, particularmente, adoro. Acontece muita coisa na empresa e basicamente cada episódio é sobre um caso diferente, tendo em fundo sempre a questão do segredo de Mike e a rivalidade entre Harvey e Louis (um advogado coxinha da firma). Pra saber mais, só assistindo mesmo, porque se não, vão ter muitos spoilers. A série é super cativante e os personagens são incríveis. Homens gostosos, a parte, minha personagem preferida é a Donna (brilhantemente interpretada pela linda Sarah Rafferty). 
Também sou apaixonada pela música de abertura. Vídeo ai de cima. Ouça a música toda aqui. A quinta temporada acabou de começar. Muitas reviravoltas ocorrem durante as temporadas e é super válido assistir.
Uma curiosidade, o ator que faz o Mike é namorado da Troian Bellisario que faz a Spencer em PLL. 😉
Assistam!

Imagem

Deixe uma resposta