As Areias do Tempo – Sidney Sheldom

Sidney Sheldom foi um dos primeiros autores que eu li, desde que comecei minha saga pela leitura aos 15 anos. E logo, me apaixonei pela maneira simples e cativante com que ele escrevia. Um livro após o outro e hoje, acredito, já ter lido quase todos. 

Comprei As Areias do Tempo no início do ano, com vários outros livros. Ia começar por esse, mas achei os primeiros dois capítulos chatos e acabei dando preferência pros outros. Agora resolvi ler. Ele estava ali me olhando. E afinal era Sidney Sheldom. A má impressão dos primeiros capítulos logo passou. Talvez eu que não estivesse num bom dia quando comecei a ler. Quem vai saber?
Sinopse


As Areias do Tempo – Quarenta anos após a Guerra civil a Espanha ainda é um país fragmentado, sacudido pelo ressurgimento de movimentos separatistas. Ë nesse cenário, na segunda metade dos anos 70, que Sidney Sheldon desenvolve sua história: o confronto entre o terrorista basco Jaime Miró, que liberta da cadeia dois companheiros condenados à morte, e seu perseguidor, o coronel Ramon Acoca, que invade o esconderijo dos fugitivos, um convento na região rural de Àvila. Sheldon narra o drama de quatro freiras, arrancadas da paz da clausura para a agitação de Madri, onde conhecem o perigo e a paixão.

Resenha
O livro contextualiza as reivindicações do ETA – Euskadi Ta Askatasuna – grupo terrorista que quer a separação do povo Basco do resto da Espanha. O livro se passa na década de 70 do século XX e anexa a história do líder do ETA, Jaime Miró com a vida de 4 freiras da Ordem Cirtecense uma das ordens de freiras mais duras que se conhece. As freiras são isoladas do mundo exterior, não podem se olhar entre si e tão pouco falar. A vida das quatro freiras se cruzam com as dos terroristas bascos quando o convento é invadido pelo Exército Espanhol à procura de Miró. 
Há ação, suspense e, típico de Sheldom, alguns romances inesperados, ou talvez óbvios demais, rs. E, claro, muitas reviravoltas. O que eu mais curti do livro foi a relação entre fé que ele criou. A fé das freiras em Deus. E a fé dos bascos em sua causa.
Pra quem não tem o hábito de ler, Sidney Sheldom é uma excelente escolha. Porque ele envolve o leitor. Caso não queira começar por esse, eu sugiro A ira dos anjos. Foi o primeiro dele que eu li. E é simplesmente, fantástico.
A minha versão é essa ai da foto. 🙂
Autor(a): Sidney Sheldom
Ano: 2011
Páginas: 416
 Editora: Record
Avaliação:

Deixe uma resposta