O Código da Vinci – Dan Brown

Hey hey hey!
Acabei de terminar meu primeiro ebook lido completamente pelo meu lindo kindle paperwhite.
Sobre o kindle: Eu amo livros físicos, mas não há como negar a praticidade do kindle. Ele pesa menos que meu celular. Tem uma memória gigantesca, não cansa a vista, e tem bateria infinita. Comprem.

Sobre o livro (Wikipedia)

O Código Da Vinci causou polêmica ao questionar a divindade de Jesus Cristo. A maior parte do livro desenrola-se a partir do assassinato de Jacques Saunière, curador do museu do Louvre. Robert Langdon, Sophie Neveu e Leigh Teabing vivem várias aventuras ao tentar desvendar códigos que deem resposta aos enigmas que Jacques Saunière deixou no leito de morte.
A trama do livro envolve desde grandes organizações católicas como o Opus Dei, até a sociedade secreta conhecida como Priorado de Sião, que, de acordo com documentos encontrados na Biblioteca Nacional de Paris, possuía inúmeros membros famosos como Sir Isaac Newton, Botticelli, Victor Hugo e Leonardo da Vinci.


Minhas impressões

         Bem, eu fui criada na igreja evangélica, e obviamente acredito muito em Deus. E sempre encarei Jesus como um homem bom como muitos dizem. Através de sua sabedoria tentou guiar os que a sua volta estavam para o caminho do bem, amando ao próximo. Como toda questão histórica, e religião amigos, é história. Não importando muito de qual religião estivermos falando sempre, é sempre histórico e há um contexto politico enorme. O homem por natureza tem sede de poder, e ao longo da história, tantos fizeram coisas assombrosas para mostrar um ponto e adquirir poder. 
          O livro fala sobre o Santo Graal basicamente. Que pode ser descrito como o cálice de Cristo, ou como o ventre de Maria Madalena. Não há como negar que os fatos são muito bem explicados e conexos. Não sei o quanto há de verdade no livro de Dan Brown e sinceramente? Não me importo. Não vivo numa cega fé. Não é por isso.  A questão é que se Jesus morreu imaculado, ou foi casado com Maria Madalena e a Igreja forjou uma vida que ele na verdade não teve, pouca diferença faz. Os ensinamentos dele serão os mesmos, e a minha fé em Deus não mudará.

No mais, recomendo. Sinto por não ter lido antes e tenho dito isso sobre muitos livros ultimamente. A verdade é que é tanta coisa pra ser lida, que mesmo que eu lesse 24 horas por dia, ainda teria muito pra ler. 

A minha versão foi ebook!

Autor(a): Dan Brown
Ano: 2004
Páginas: 480
Editora: Arqueiro
Avaliação: 

Deixe uma resposta