A Rainha Vermelha – Victoria Aveyard

Comprei esse livro na Bienal de 2015 por motivos dê: adorei a capa, e tinha muita gente falando a respeito. 🙂
Contra capa do livro
“O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue-vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos- plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso. Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe e Mare contra seu próprio coração.”
 
Minhas impressões
Eu comecei a ler esse livro sem saber direito do que se tratava ou o que a história me reservava. Com o passar dos capítulos vai ficando cada vez mais evidente o que o final reservava, e tive uma pequena surpresa apenas, o resto todo seguia o plano. A autora, Victoria, que segundo informações pessoais é apaixonada por Crônicas de Gelo e Fogo, criou um mundo muito legal e diferente dos que eu tenho lido, apesar de toda a questão coroa, amor e traição ser bastante comum as histórias que tenho lido recentemente. 
Para variar tive meus momentos de ódio com Mare, pela extrema burrice em uns casos ou chatices em outros. 
 
O meu livro é esse da foto lá de cima! 
Autor(a): Victoria Aveyard
Páginas: 424
Ano: 2015
Editora: Seguinte
Avaliação: 

Deixe uma resposta