Um ano

No início eu tive medo de que você não gostasse de mim. Eu gosto que gostem de mim.IMG-20160828-WA0012
Depois, eu tive medo de que eu não gostasse de você.
E agora, eu estou em pânico porque acredito que te amo demais.
Nunca foi como eu queria, como imaginava. Veio de uma situação que desde antes do começo eu já considerava não ideal. Hoje não sei mais o que eu penso a respeito.
Vamos combinar que eu tive que te pedir em namoro e isso é tão triste porque eu sou machista nesse ponto, mas simplesmente não conseguiria prosseguir sem saber que caminho era esse que eu estava tomando.
Eu não imagino como acordar sem o seu bom dia, porque mesmo quando acordo antes de você, eu espero que você fale comigo. E eu preciso te dar boa noite todo dia. Claro que eu prefiro muito mais os “boas noites” e os “bons dias” dados pessoalmente, mas é que não depende só de mim.
Eu queria que você concordasse mais comigo, eu adoraria que você saltasse sem paraquedas nas minhas mais doentes ideias, mas talvez não seja disso que eu preciso.
E, muito provavelmente, se eu não tivesse do que reclamar sobre você nós seriamos o casal mais perfeito do mundo, o que não pode ser alcançado. Tem mais de um ano que namoramos, segundo você, e vai fazer um ano que namoramos oficialmente no próximo dia três.
Eu certamente te amo mais do que já amei alguém, e a cada dia isso aumenta. Não sou a namorada perfeita, não sei bem do meu futuro promissor mas espero que seja feliz e enquanto você quiser ficar vai ser muito bem vindo na minha vida cheia de ansiedade, cara de bunda, pitis infantis e amor!

Deixe uma resposta