O que eu descobri dando aula

Eu sou formada em Engenharia Elétrica, né? Falando nisso, meu diploma ficou pronto. BRaseeeel, que bom! Não que eu esteja com urgência em usá-lo.
Questão é a seguinte, eu sempre pensei em dar aula. Nunca quis ser só – como se fosse pouco – professora por causa do dinheiro, né amigos? E ser professora universitária exige trabalhar com pesquisa e minha looonga experiência em tal mostrou que eu não sou muito fã – apesar de ter feito. Como o mundo empresarial não me quer – não sei por qual motivo – e eu sou pobre, topei uns trabalhos dando aula ~temporariamente~ para ter como pagar as minhas poucas contas.
Hoje, eu sei que talvez esse trabalho não seja tão temporario assim – feliz ou infelizmente.
Mas esse post é pra falar sobre os meus atuais pontos de vista sobre educação.

1 – A gente aprende mais do que ensina
Sério! Pode parecer a parada mais retardada do mundo, mas é verdade! Eu aprendi uns trecos surreais! Tipo: regra de três composta – NUNCA TINHA OUVIDO FALAR DESSE NEGÓCIO – e, finalmente, logaritmo fez sentido para mim. Pasmem! Mas não foi só de matéria não. Aprendi um monte de gírias, conheci artistas novos, youtubers e mais um monte de bobagem que me tornaram uma pessoa melhor. hahahaah

2 – É muito difícil ensinar o óbvio
Cara, hoje eu entendo meus professores de faculdade. Sabe quando você faz aquela pergunta que faz todo o sentido para você? E ela é assim: “Mas professor, por quê?” E o professor te olha com a cara mais puta do mundo e fala que “é assim porque sim!”? Então. Sei como é ser esse professor agora.
Amigos, é o seguinte: você que sabe resolver baskara(?) e talvez até entenda funções quadraticas, deve se irritar imensamente quando seu sobrinho de seis anos não entende porque 1+1=2. Não é? E sabe por quê? Porque a resposta é óbvia para você! Tudo o que é óbvio para alguém não tem explicação! É porque é! Tá na cara, é só olhar e ver – tive um professor que falava isso, hahahah.

3 – É impossível ensinar alguém que não quer aprender
Isso é a parada mais real do mundo! Eu entendo que há dificuldade. Nem todo mundo aprende com a mesma facilidade e/ou mesma explicação. Agora, se você coloca na cabeça que não vai aprender ou se nem se interessa em tal ~TCHARAM! Você não vai aprender. Podem trazer o ser mais paciente e com a melhor didática do Universo que você não vai aprender. Então, mantenha-se acreditando que você é capaz de aprender alemão em mandarim, porque você é CAPAZ SIM!

4 – A culpa é sempre do professor
Culpa está relacionada a coisas ruins, certo? Pois bem, se o resultado não é bom, se o aluno não entende, se o aluno não sabe… Não interessa! A culpa é do professor que, necessariamente, é ruim. Tem professor que não seja fantástico? EVIDENTE! Em todos os níveis estudantis. Mas não é possível que há quem tire dez na sua sala e você não consegue tirar dois. “Mas fulano é superdotado” Eu duvido bastante. Mas ok.
Eu sempre falei, mesmo quando eu estava na condição de aluna apenas, professor não reprova aluno. O aluno é que se reprova e tenho o dito. hahahaha

5 – Comecei a questionar o sistema de provas
Eu sempre amei fazer prova! (até o terceiro ano do ensino médio) Sério. Eu odiava trabalhos, porque eles davam trabalho! E pra prova eu dava uma estudadinha e fim! PA PUM! Mas agora é estranho ver o aluno que sabe fazer as coisas BEM, brotar com um zero. Como assim, Brasil? Eu sempre tive muita calma para fazer provas, qualquer prova (NA ESCOLA). Mesmo que eu não soubesse nada! Baixava uma paz interior e eu fazia milagres. Mas tem muita gente que é acometida por um nervosismo tal que não lembra o próprio nome. E tudo isso tem a ver com a problemática de: Preciso ser aprovado! É difícil. Mas ainda acho que seja o método ok. Tipo a democracia. “A Democracia é o pior dos regimes políticos, mas não há nenhum melhor que ela” – Churchill. E o sistemas de provas é tipo isso ai.

Por enquanto é isso!
E você que é professor, concorda, discorda? Tem mais alguma coisa que você aprendeu e quer compartilhar? Comente.
Alunos e estudantes fiquem a vontade para comentar e reclamar de mim ou de seus professores! rs

Deixe uma resposta