Minha mãe é uma peça 2

Oi, vidaaaaas!
Eu adoro o Paulo Gustavo, por motivos, né? Ele é um amorzinho e vou usar a máxima de que queria que ele fosse meu amigo.
Eu me apaixonei por Minha Mãe é uma Peça e sou doida para ir na Peça de Teatro mesmo, mas ainda não deu. 🙁

Minha mãe, que também é uma peça, é outra apaixonada pelo filme e assim que soube que tinha saído veio correndo falar para assistirmos. E a gente foi. Já tem algum tempo, mas é que os meus posts seguem um cronograma e só caiu para falar desse filme neste dia lindo de hoje. (BTW, o mundo não acabou ontem).

Como era de se esperar o filme é engraçado DEMAIS! Eu acho mais graça nas coisas do dia-a-dia. Aquelas que eu consigo fazer ligação com a minha própria vida. E ele retrata muito bem o que são as mães. E escancara os melhores bordões que nossas lindas mães trazem consigo.

Tive algumas cenas preferidas nesse filme. Mas a que eu mais ri foi a da tampa do pote. Que mãe que nunca arrumou barraco por causa de um tapperwear, né non?
O trailer do filme está abaixo. Quem ainda não assistiu, ASSISTA!

Beijos

Deixe uma resposta