A Mulher na Cabine 10 – Ruth Ware

Um mistério em primeira pessoa digno de Agatha Christie!

Contra Capa

“Há um assasino a bordo do Aurora Boreal. Mas como detê-lo quando ninguém acredita em sua existência?”

Minhas Impressões

Eu vi esse livro numa livraria aqui em Petrópolis e me interessei de cara, eu estava precisando de uma leitura para me prender e ler rapidamente. E só um bom mistério para fazer isso. O livro é em primeira pessoa e acompanhamos a visão da jornalista Laura Blacklock (Lo). Ela começa sofrendo uma estranha invasão em seu apartamento antes que faça uma viagem de trabalho a bordo do Aurora. O pequeno navio faz sua viagem de estreia com seletos passageiros: pessoas importantes e membros da imprensa. Caso de Lo, que escreve para uma revista de turismo e que só foi a esta viagem porque sua chefe estava doente.

Logo depois de embarcar ela pede um rímel emprestado a moça da cabine 10, ao lado da sua. Laura não é uma testemunha muito confiável quando diz que ouviu jogarem um corpo no oceano porque ela anda bebendo, não tem dormido muito e passou por um incidente traumático. E além do mais ela afirma que havia uma mulher na cabine 10, o ponto do livro é que essa mulher some e há fortes indicíos que se quer existiu.

Eu simplesmente adorei o enredo e a forma de escrita e mal posso esperar para ler outrs obras da autora. A única parte que me incomodou um ponto foi próximo ao final em que há dois capítulo estritamente de Laura com ela mesma, o que fica um pouco massante.

Autor(a): Ruth Ware
 Páginas: 319
Ano: 2017
Editora: Rocco
Avaliação:

Deixe uma resposta