Browse Category

Editora Sextante

Anjos e Demônios – Dan Brown

Resolvi ler esse livro depois de ter lido O Código da Vinci. Na realidade era pra ter lido na ordem inversa, mas não acredito que tenha feito diferença, sinceramente. Apesar de ter lido o código muito mais rápido, achei esse livro tão bom quanto. A história é muita bem escrita e você de fato vive junto com o personagem. Acontece tudo muito rápido e é bem empolgante.
Minhas impressões
Simplesmente adorei o livro. Em mais uma aventura de Robert Langdon, ou melhor, na primeira aventura dele, o Vaticano sofre uma ameaça de uma bomba enquanto os quatro Preferetti – candidatos preferidos para ser Papa – são sequestrados por um Hassassin. A bomba não é apenas uma bomba comum, mas uma bomba feita através de anti-matéria. E teoricamente, o antigo grupo Illuminati seria o responsável por isso. No spoilers, friends! Leiam o livro. Bem, foi uma viagem fantástica até Roma e eu fiquei com muita vontade de pegar meus dois reais e viajar até lá, só para poder ver tudo de perto. Para quem não sabe eu gosto muito de museus e história. Outra coisa que gostei muito no livro, foram os ambigramas. E super vou tentar fazer do meu nome. Nesse site tem um mini tutorial. Claro que acho que os do livro só no computador. Aparentemente, tem um site pago que faz isso, o FlipScript.
Minhas quotes preferidas
“Senhor Langdon, não perguntei se acredita no que o homem diz sobre Deus. Perguntei se acredita em Deus. Existe uma diferença. As escrituras sagradas são histórias… lendas e a história da busca do homem para compreender sua própria necessidade de significado. Não pedi que desse sua opinião sobre literatura. Estou perguntando se acredita em Deus. Quando se deita sob as estrelas, não sente a presença do divino? Não sente em seu íntimo que está diante da obra de Deus?”
 
“Muito pouco em qualquer religião organizada é inteiramente original. As religiões não começam do zero. Crescem uma a partir da outra. As religiões modernas são colagens, um registro histórico assimilado do esforço humano para compreender o divino.”
 
“Sempre se admirara que tantas das chamadas “mentes brilhantes” do CERN deixassem de compreender a importância da Igreja. Será que de fato acreditavam que quarks e mésons também serviam de inspiraçãopara a média dos seres humanos? Ou que as equações podiam substituir a necessidade de uma pessoa ter fé no divino?”
 
Eu li o livro da foto que foi emprestado pelo meu querido namorado. Mas adquiri o Box da editora Arqueiro – fotos em breve.
Autor(a): Dan Brown
Páginas: 474
Ano: 2009
Editora: Sextante
Avaliação: