Stranger Things – 2ª Temporada

E Bagulhos Sinistros, pessoas?
Já assistiram a segunda temporada???? NÃO?! COMO ASSIM.

Eu até que demorei porque estava esperando o boy assistir a primeira temporada. Pelo menos uma série nessa vida eu tenho que conseguir assistir com ele. Não lembrava o que tinha falado da primeira temporada, então se você quer saber, leia aqui. Fiquei meio chocada em saber que eles demoraram mais de um ano para liberar a temporada nova. Oh, Deus porquê? Mas até que valeu a pena. Gostei bem mais dessa do que da outra, confesso. A primeira temporada foi uma confusão danada! Não que essa não tenha sido, também. hahahah Segue o trailer para quem ainda não viu.

Essa temporada foi bem mais estruturada e contou várias histórias separadas. A Eleven ficou meio de fora do problema principal por grande parte da temporada tendo sua história sendo contada de forma paralela. Mas eu realmente amei. Ainda tem muita doidera para vir e ser resolvida, tanto é que a série já foi confirmada até a quarta temporada. Alguns personagens novos foram inseridos e contribuiram para o crescimento da série. E eu que odiava o Steve agora <3.

Will causando váreos problemas gente. hahahaha Eu teria matado ele logo, porque né, temos que pensar no bem maior. #Soumá. Negócio é que foi uma chuva de Demogogon  e apareceu um mal mais mau ainda. MEDO! E tudo indica que irá piorar. Ano que vem a gente descobre.
Assiste lá e depois me conta! 😉

Recomendo que vocês assistam a série Netflix especial por trás dos bastidores.

 

The Rewrite

Oi, gente! Tô meio que só falando de filmes agora, né? É que minhas séries estão no meio da temporada, na verdade tem uma que já acabou, mas foco! Eu vi esse filme no Netflix e só escolhi por causa do Hugh Grant. E um pouquinho também porque tem relação com escrever e aí é coisa minha… <3

Sinopse: “Há 15 anos, o roteirista Keith Michaels estava no topo do mundo, com um Globo de Ouro, um filme de sucesso, um casamento feliz e um filho. Agora, ele está divorciado, chegando aos 50 anos e, sem escrever um roteiro de sucesso há muito tempo, está praticamente sem grana. Quando ele se muda para o interior da Inglaterra, conhece Holly e aprende que precisa mesmo é reescrever sua própria história.”

Questão é que surge a possibilidade de Keith dar aulas de criação de roteiro em uma Universidade, meu sonho! Tanto assistir essa aula quando dar esse aula, né? O emprego é ótimo, vem com casa e tudo! Não dou uma sorte dessas, mas é óbvio que ele não gosta nada. No começo ele faz as coisas muito cagadas e acha que está fazendo um favor para todo mundo, ma acaba caindo na real e vendo o verdadeiro potencial dos alunos. Tem um romacezinho clichê porque é filme com o Hugh Grant, né? Meu sonho continua sendo passar uns dias em Notting Hill. HAHAHAHAHA

É um filme leve e super vale a pena assistir quando não souber o que assistir e quiser alguma coisa tranquila e para ver com qualquer pessoa. 🙂 O nome em português é Virando a página procurem lá na Netflix, na confiança ou depois de assistir o trailer!

Beijos!

The Good Place

Brasil, sociedade!
Saiu uma série nova da NBC que agora está disponível na Netflix, com a linda Kristen Bell minha eterna Veronica Mars. A série mostra como é o Paraíso e quais são as características básicas para entrar lá. O lugar é possibilidade apenas para seletas pessoas com pontuação de bondade altíssima. A questão é que Eleanor – Kristen – não foi uma pessoa boa na Terra, na realidade ela foi uma pessoa horrível e por alguma razão que ninguém sabe foi parar no paraíso.

Daí, o objetivo dela é continuar por lá sem que ninguém perceba o erro. Ela conta a ajuda de sua “alma gêmea”, Chidi, que foi professor de ética em vida. Chidi é um cara super indeciso e com muitas questões morais. Um chato de galochas. Eleanor tem como vizinhos Tahani e Jiany. A primeira uma socialite que arrecadou bilhões para ONG’s e o segundo um monge budista que viveu em silêncio por toda a sua vida. Como Eleanor não é uma pessoa boa, coisas estranhas começam a acontecer, o causa horror ao Arquiteto daquela vizinhança do Paraíso, Michael.

A série é muito legal e dá para assistir tudo em um dia só, como eu fiz. A primeira temporada está disponível na Netflix, e toda semana sai um episódio novo! Quero assistir tudo pra ontem, detesto ter que esperar. :'(

Beijos!

House of Cards – My turn!

Bem, mais uma temporada de House of Cards foi liberada pela Netflix e mais uma vez eu fiquei com o queixo no chão. Confesso que eu estava meio desanimada quando comecei porque ainda estava naquela de quem vai ganhar eleição blábláblá. E eu fico meio com vergonha alheia – não sei explicar – e não consigo assistir direito. Mas aí, essa parte passou e foi maratona de felicidade. Aconteceu tanta coisa que eu sinceramente fiquei CHOCADA!
Os personagens estão todos no limite e fazendo coisas que até Deus duvida, de verdade.

Acho que talvez essa temporada tenha sido a mais pesada, so far. E tá rolando uma inversão de papéis e o final foi meio a conclusão do que estava sendo proposto desde a temporada anterior: Claire tomando as rédeas. Eu acho que em termos de política ela é bem melhor que o Frank, porque ela tem mais visão. Contudo, isso ainda vai ser uma luta por poder. Frank apresentou ideias neoliberais porque ele começou a achar que a casa Branca estava deixando ele engessado. Temos que esperar os próximos episódios, se é que existiram [tá rolando um papo que House of Cards tá ameaçada na Netflix]. Espero que sim.

O casal XX tem feito cada dia mais inimigos e cometido mais crimes. Tem muita gente tentando chegar neles, mas será que vão conseguir?

Beijos, crianças!

unBreakABLE Kimmy Schmidt

A Netflix lançou mais uma temporada dessa série SENSAÇÃO da despreocupação de vida. Não tem apego político, emocional, dor de corno é só riso e felicidade. MESMO!

Nessa terceira temporada, Kimmy, resolve que quer ir para a faculdade. Para saber qual curso seguir ela faz um teste vocacional que afirma que ela deve ser guarda de trânsito. Por motivos que eu não sei, ou melhor, por ser a Kimmy, ela vai até uma universidade pública próxima e procura por esse curso lá. Ok, né?

Não é surpresa para todos nós que tal curso não existe, mas é isso que leva a temporada toda a frente com incríveis 13 episódios. Não posso esquecer do FENÔMENO Titus que faz a série ser tão divertida com seu egoísmo e caras e bocas.

Para quem ainda não assistiu, corre que tá tudo na Netflix.

Beijos!

Santa Clarita Diet

Mas o quê?
Eu adoro uma sátira, as bem feitas, claro. Gosto muito de Scream Queens, vocês já sabem. Mas não foi por isso que resolvi assistir Santa Clarita Diet. Fui assistir porque apareceu como novidade na Netflix e eu sou desocupada. hahahahah

Sinopse: “Sheila (Drew Barrymore) e Joel (Timothy Olyphant) são dois corretores de imóveis que compartilham muito mais do que a mesma profissão. Casados e com uma filha adolescente, eles estão descontentes com a vida que levam em Santa Clarita, no subúrbio de Los Angeles. O destino deles começa a mudar quando Sheila passa por uma mudança radical.”

Essa mudança radical comentada na sinopse é que ela começa a comer pessoas. Tipo, matar e comer. Meio louco, né? Mas tem toda uma explicação que tá sendo formulada. No fundo, é uma sátira a esse mundo de séries zumbis que a gente vê por aí. Só que de uma forma bem diferente e muito mais legal. rs Eu gostei muito da temporada toda, mesmo. Só o último episódio que ficou meio descontextualizado do resto, na minha opinião pelo menos.

Assiste lá e me conta. :*