Browse Category

Sobre Mim

Lançamento de Perdas!

Oi gente! Dia 04/02/2017 foi o lançamento do meu queridinho Perdas! YAY!

Fiz apenas uma comemoração com alguns amigos, aqui em Petrópolis no Bar da Bohemia. Não deu para todo mundo ir, por motivos de chuva torrencial.

Só tenho a agradecer a todos que foram e fizeram parte desse momento tão especial para mim. O livro ficou lindo meu amor <3. Quem quiser comprar pode falar diretamente comigo para autográfados ou ir direto na loja online da Multifoco e comprar 🙂

Obrigada, beijos.

Estamos de Férias!

Oi, pessoas!

O Blog está de férias até dia 15/01/2017. Mas no facebok tem flashback de postagem todos os dias. Curta a página, só procurar aqui na barra lateral.

Retornaremos com novos posts  no dia 16 de janeiro! Beijos e ótimas festas .

Créditos de Imagem

O que se leva da vida é a vida que se leva

Acordei às 8:40 bastante chateada, diria até que triste. Levantei e tomei meu café calmamente enquanto limpava a caixa de entrada de e-mails, olhava as redes sociais, postava na página do facebook e respondia o bom dia do meu namorado, sempre tão pontual. Abri a porta para o meu cachorro sair e se divertir na grama. Depois, ainda de pijama, o levei para passear na rua. Rotina diária.

Ainda nesta manhã, li alguns capítulos de Inferno e revisei uns outros capítulos do meu próprio livro.
Tomei banho, almocei e fui trabalhar. No caminho, reclamando mentalmente é claro, acabei lendo um post no facebook que dizia: “Está cansado de trabalhar? Imagina quem está cansado de procurar emprego”. Curti e pensei um pouco sobre aquilo. Ainda no caminho para o trabalho li uns posts falando sobre como a vida é curta e como a gente não precisa de tantas coisas como pensa. Chorei por trás dos óculos escuros.

Trabalhei por sete horas. Dando aulas. Ensinei, aprendi, me aborreci com alunos desobedientes, acabei por me divertir com esses mesmos alunos. Assinei o ponto e fui embora. Não para casa, porque meu querido namorado me esperou por quase duas horas só pra me dar um “oi”. A gente conversou sobre nossos dias cansativos, sobre aqueles planos que a gente tem. Comemos coxinha! E fomos cada um para sua casa. Cheguei na minha para encontrar meus pais tranquilos e saudáveis. Meu cachorro felicíssimo em me ver.
Tomei um outro banho, coloquei um novo pijama, li mais uns capítulos de Inferno. Respondi aos amigos no Whatsapp e fui dormir.

Eu acordei triste porque eu queria ter acordado mais cedo, ter engolido um café, ficado no trânsito para chegar em um trabalho que eu nem sei se ia gostar. Um trabalho no qual eu só teria hora para entrar – mas que, teoricamente, valeria os meus anos de graduação. Tudo isso porque eu acredito que isso é o esperado. Isso que deveria acontecer. Mas será que eu estaria feliz? Eu estaria ganhando mais dinheiro, talvez. Mas será que esse dinheiro estaria me trazendo essa suposta felicidade? Não sei. Até porque hoje meus sonhos não tem nenhuma relação com um escritório, com doze horas de trabalho diário.

Então por que essa mania de me sentir inferior porque a Multinacional não me quis? Mas eu queria a multinacional? Ou eu queria o salário que ela ia me pagar? Provalmente, o último. E eu sei disso, porque no outro dia recebi uma ligação – é, uma LIGAÇÃO – de uma Multi de consultoria me questionando porque eu não tinha terminado a etapa no processo seletivo deles. Falei que não tinha tido tempo e que ia ver. A realidade é que eu simplesmente ignorei o e-mail porque sei que eles pagam mal.
Eu escrevi dois livros inteiros e estou no terceiro sem nenhuma perspectiva de ganhar dinheiro com isso. Essa é a diferença entre o que eu quero fazer e o que deveria ser sonho para mim. Não tem nenhum lugar – relacionado com engenharia e afins – que eu queira muito trabalhar. E essa deveria ser a resposta: talvez  isso não seja para mim.

Eu estou falando tudo isso para você que tá na MERDA porque todo mundo está ‘melhor’. E porque teoricamente você não chegou onde deveria chegar. Amigos, eu li o seguinte abaixo:

“O que quer que tenha acontecido é a única coisa que poderia ter acontecido.
Nada, absolutamente nada do que nós experimentamos poderia ter sido de outra maneira. Nem mesmo no detalhe menos importante. Não existe isso de “Se ao menos eu tivesse feito aquilo de maneira diferente…, então teria sido diferente…”. Não. O que aconteceu é a única coisa que poderia ter acontecido e tinha que ter acontecido para que possamos aprender nossa lição e ir em frente. Toda situação que encontramos na vida é absolutamente perfeita, mesmo quando desafia nossa compreensão e nosso ego” – Retirado do site DharmaLog

É isso. O que aconteceu, aconteceu porque deveria ser assim. Não adianta brigar contra aquilo que é pra você. E nem lutar por aquilo que nunca vai te pertencer.

Por hoje, os boletos estão pagos! Vamos seguir a procura do sonho perfeito. 😉

Lista de Aniversário 2015!

Entããão! Agosto é um mês tão lindo de maravilhoso!
Dizem que é infinito. Mas até que eu gosto. São vários aniversários aqui em casa.
Meu aniversário é dia 23! E fiz uma lista de desejos na Amazon. Porque eu não quero nada além de livros e cartões óbvio. Se você estiver pensando em me comprar qualquer coisa, lá tem umas ideias legais. Mas fique a vontade pra me dar apenas parabéns também! rs.

Beijos!

Novidades no Blog

Oi gente! 

Fiz umas pequenas alterações no layout e tudo o mais. Sempre fico entediada! hahaha E acho que tenho mais que obrigação de agradecer publicamente a todo mundo que disponibiliza essas coisas lindas e maravilhosas free!
Bem, o layout em si é do site New blogger themes, tem muita coisa legal por lá.

Os ícones de Redes Sociais e as estrelas de avaliação de livro são da fofíssima Karoline. O blog dela é Follow your Dreams que é um amor de lindo e tem muita coisa bacana! 

A ilustração que está lá em cima no cabeçalho é da Akeno Ilustrações, e peguei lá no blog da Karoline também.
Por último mas não menos importante, o Favicon (que é esse ícone que fica na sua aba ai) é do site Favicon.
Se você estiver procurando alguma coisa legal, eu super recomendo essa galera ai de cima. E espero que vocês tenham curtido as minhas alterações. 🙂

Livros e autores..

Durante muito tempo da minha vida tive preguiça de ler. Os livros pareciam muito complexos e trabalhosos… Até que conheci pessoas que me levaram a esse caminho tão maravilhoso. Cada semana rendia a muitos livros lidos. Hoje, claro, leio muito menos. Porque assisto séries de mais. Troquei um pelo o outro. E não acho mesmo que foi uma troca justa. Mas paciência. Ainda tenho muitos livros não lidos, uma vontade incontrolável falar umas verdades na cara do R.R. Martin e pedir os próximos dois livros. rs
Mas esse post nem é sobre nada disso. Durante tanto tempo os livros foram caminhos de informações e passagem de conteúdos. Entretanto, e toda a magia e felicidade que livros proporcionaram a tanta gente? A todos nós. Mesmo que em forma de filmes e séries que nunca serão. 
Hoje assisti ao último episódio da quarta temporada de Once Upon a Time e me deu o click pra escrever a respeito da importância dos livros. Na série tudo gira em torno de um livro e recentemente mostrou o poder de um autor naquele mundo mágico e não real. 

Porém, não é aqui, na vida real que os autores são tão importantes? Somos autores das nossas próprias vidas. Nossas escolhas e os caminhos que traçamos são transmitidos a tantos outros depois de nós. Mesmo que não por folhas escritas, mas do jeito mais velho e tradicional de repassar história: através dos próprios personagens. Não sabemos de cor as histórias de infância dos nossos avós que, ao serem contadas pela milésima vez, nos fazem revirar os olhos? 

Seria tão bom que não esperássemos o amanhã pra escrever um livro, plantar uma árvore e ter orgulho da história que escrevemos até aqui. 
Queria ter tanto orgulho de mim mesma como o orgulho que eu vejo minha avó tendo de mim ao falar de mim pra todo mundo. Um dia quem sabe.. 🙂 

Bom dia!

  • 1
  • 2